A decisão radical da Conmebol para a volta das competições

Inter lidera o Grupo E da Libertadores

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) tomou uma decisão radical na sexta-feira (10) no Conselho da entidade: autorizou os clubes mandantes a disputarem partidas fora do país-sede.

A decisão de autorizar está estampada no protocolo de retorno às competições, estas paralisadas desde março, por conta da pandemia da Covid-19. O documento prevê quatro situações e esta de liberar os donos da casa a mandarem jogos fora do seu país está classificada no panorama mais pessimista.

“Este cenário foi pensado para o caso de que, no momento de retorno dos jogos continentais, algum país por questões sanitárias proíba eventos esportivos. Desta maneira o clube desse país não poderá exercer seu mando onde normalmente faz devendo mudar para outro país ou cidade para exercer sua condição de mandante”, diz trecho do protocolo.

A Copa Libertadores está prevista para ser retomada em 15 de setembro. O Inter é líder do Grupo E, com quatro pontos conquistados. Já a Sul-Americana tem a data de 28 de outubro como projeção.

Mesmo com a decisão radical tomada pela Conmebol, a entidade impôs uma condição para o reinício das competições.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 2.296