A declaração de Abel Ferreira que repercutiu no Rio Grande do Sul

O Palmeiras perdeu por 2 a 0 para o Athletico na Arena Barueri na tarde desse domingo (12), sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, o técnico do Palestra, Abel Ferreira, se mostrou contrário à paralisação do Brasileirão, assim como o próprio time paulista.

“A minha opinião é a do clube. Sou muito solidário a tudo que acontece no RS, mas a função [calendário] não é minha opção. A Conmebol toma decisões, não tem que passar a ninguém. Quem tem cargos como eu precisa tomar decisões. Mas acima disso total solidariedade, compreensão, ouvir quem temos que ouvir. Tenho carinho e ajudar como pudermos. Só peço que as pessoas que tomam decisões pensem na melhor forma de continuar ajudando as pessoas. Se a melhor forma for parar, que se pare. Que se for continuar, que continue”, disse, antes de reclamar de ter que jogar em Barueri:

“Não quero outra casa, o problema não é Barueri. Como é possível não jogarmos no Allianz Parque? E se não jogaremos no Allianz Parque, não me cobrem para ser campeão. Não me cobrem”.

CLIQUE AQUI E RECEBA AS NOTÍCIAS DO INTER NO EM SEU WHATSAPP
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) convocou uma reunião extraordinária para 27 de maio, em sua sede no Rio de Janeiro, para debater entre outros assuntos se paralisa ou não o Brasileirão.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.580

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!