A nova profissão que Arilson quer exercer em Santa Catarina

Ex-jogador do Internacional, Arilson iniciou a carreira de treinador, em clubes como Aimoré, Operário-MS e Grêmio Bagé. No entanto, o ex-meio-campo tem outros planos para o futuro: ser coach.

“Não vou deixar de ser treinador, mas estou com um projeto de trabalhar como coach. Não é como uma escolinha. Na escolinha, o menino paga e vai treinar. Eu quero pegar atletas que sei que têm futuro. Vou treinar fundamentos, conversar sobre a nomenclatura do futebol, que agora é diferente, para eles chegarem ao Grêmio e Inter. Às vezes, os meninos não ficam nos clubes, não por serem maus jogadores, mas porque não entendem o que se fala. Então, meu trabalho vai ser esse. Quero aperfeiçoar eles para levá-los para aí”, disse em entrevista ao site GaúchaZH.

Arilson, que enquanto jogador foi campeão gaúcho com o Inter em 1997, também comentou sobre sua última passagem como treinador.

“Fui muito bem recebido lá, tanto pelos torcedores do Grêmio Bagé como do Guarany. Infelizmente, em função da pandemia, fiquei pouco tempo. A competição parou na terceira rodada. Mas eu fiz um vínculo bacana, conheci pessoas maravilhosas e agora vamos ver se, na retomada, volto para lá. Acredito que no Bagé, não, porque fiz um acordo com o presidente. Deixei eles à vontade para pegar um treinador da cidade, porque o custo é menor. Eu fui com minha comissão técnica toda. Mas existe a possibilidade de voltar. A questão é só conversar”, concluiu.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.597

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!