Árbitro relata ofensas de dirigente do Inter após empate com Fla

Colorado empatou em 2 a 2 com os cariocas

O árbitro do empate do Inter com o Flamengo, Wilton Pereira Sampaio, registrou em súmula ofensas proferidas pelo executivo de futebol do Internacional, Rodrigo Caetano.

Sampaio relata que o funcionário do Inter aguardava a equipe de arbitragem no corredor que dá acesso aos vestiários.

“Informo ainda que, após o término da partida, o senhor Rodrigo Vilaverde Caetano, diretor de futebol do S.C. Internacional, esperava a equipe de arbitragem na zona de acesso aos vestiários. Tivemos que nos dirigir ao nosso vestiário sob escolta policial. E, durante todo o trajeto, do início do túnel à porta do nosso vestiário, o diretor citado proferiu ostensivamente e com dedo em riste as seguintes palavras: “Na final da Copa do Brasil, você não deu sete minutos. Hoje deu sete por que era para o Flamengo? Bota meu nome aí na súmula, pode botar. Você nos tirou a Copa do Brasil, veio armado na Copa do Brasil e hoje também. Você também bandeira, a bola saiu, p*. Vai tomar no c*”.

Reprodução/Súmula




Em entrevista coletiva, Rodrigo Caetano citou o tempo adicional dado para a partida, período que o Flamengo empatou o jogo.

“Sem nenhum sentido o árbitro acresce sete minutos. Não teve nem consulta ao VAR. Tem um lance no final do jogo que a bola sai e o juiz manda seguir. Esse cidadão é o mesmo da Copa do Brasil onde truncou o jogo, não deixou o Inter jogar contra o Athletico. Não gostamos de cair na vala comum, mas não podemos passar papel de bobo simplesmente apoiando e cumprindo o protocolo”, disse Caetano.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.735