Caberiam no Inter? Clube chinês à beira da falência e cinco jogadores brasileiros ficariam sem contrato

Incorporadora Evergrande tem dívida de US$ 355 bilhões e avisou credores que não tem como pagar

Um dos principais clubes chineses dos últimos anos pode deixar de existir. Após bancar salários altíssimos nas temporadas anteriores, como o de Darío Conca, à época o terceiro maior vencimento atrás apenas de Cristiano Ronaldo e Messi, a instituição está à beira da falência e cinco jogadores brasileiros ficariam livres no mercado.

A incorporadora Evergrande, acionista majoritária do clube desde 2010, afirmou a credores que não conseguiria pagar suas dívidas. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o calote pode chegar a US$ 355 bilhões (R$ 1,89 trilhão).

Viralizou nas redes sociais nos últimos dias uma suposta carta de um dirigente Guangzhou FC pedindo ao governo local que compre o clube para evitar a falência, pois a Evergrande já não custearia o time.

Nos últimos 10 anos, o Guangzhou Evergrande, que atualmente se chama Guangzhou FC, sem o nome da empresa, empilhou títulos. Conquistou duas vezes o torneio continental asiático e duelou contra gigantes no Mundial de Clubes.

O Guangzhou FC conta em seu elenco com cinco jogadores brasileiros: Ricardo Goulart, Fernando, Elkeson, Aloísio e Alan Carvalho. Uma eventual falência do clube chinês deixaria os atletas livres no mercado. Algum deles caberia no Inter?

Mesmo que aconteça a falência e de fato os brasileiros fiquem disponíveis o Inter contratasse algum não poderia utilizá-lo em 2021. Isso porque a quebra contratual aconteceria com a janela de transferências fechada e um possível acordo ficaria somente para 2022.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 1.171