Empresário diz que ainda não foi procurado pelo Inter por compra de Cadorini

Colorado precisa exercer cláusula fixa em contrato para ficar com o jogador em definitivo

O centroavante Matheus Cadorini foi às redes na goleada sobre a Chapecoense por 5 a 2 nesse domingo (10), no Beira-Rio, duelo da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Trata-se do primeiro tento do jogador na categoria profissional e o Inter ainda não se mexeu para contar com o jogador em definitivo, segundo o estafe do atleta.

O destaque das categorias de base tem seus direitos ligados ao Osasco Audax. De acordo com um dos representantes do jogador de 19 anos, Renato Figueiredo, o contato todavia não aconteceu.

“Ele foi muito bem, bela estreia, ele cheira a gol. Ainda na mesma sem novidades (sobre compra dos direitos)”, disse ao portal Resistência Colorada.

Após a vitória sobre a Chapecoense, o técnico Diego Aguirre elogiou o desempenho de Cadorini e afirmou que o atleta aproveitou a oportunidade que teve em campo.

“Cadorini temos que valorizar o trabalho da base. A cada semana os meninos passam com os jogadores da primeira equipe para entrosarem. A informação que tínhamos dele eram muito boas. Julinho (Camargo) falou muito bem dele. Cadorini aproveitou a oportunidade e fez um grande jogo”, afirmou.

De acordo com a apuração da reportagem, o Inter tem até janeiro de 2022 para exercer a opção de compra. Caso o faça irá adquirir 70% dos direitos do jogador por R$ 1 milhão.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 1.171