Ex-Inter, Guerrero é anunciado em novo clube, mas rompe contrato por motivo inusitado

Velho conhecido dos colorados, o centroavante Paolo Guerrero foi anunciado como novo reforço da Universidad César Vallejo, do Peru. Contudo, antes mesmo de estrear o atleta de 40 anos pediu para romper o vínculo profissional. De acordo com o avante, a sua mãe recebeu ameaças desde que ele foi anunciado em seu novo clube.

“Eu entendo o Paolo (Guerrero). No mesmo dia em que ele assinou o contrato, os criminosos ameaçaram a mãe dele. Acho que ele está meditando, está avaliando a família ou o futebol. Eu faria isso. Ligaram para a mãe dele e a ameaçaram”, disse o presidente do clube.

“Até o advogado de Paolo (Guerrero) ligou para o ministro da Defesa para dar segurança. Por isso, o principal motivo pelo qual ele não está vindo é por causa do que está acontecendo no Peru. Esperamos que o Paolo tome a melhor decisão. A equipe teve a melhor intenção de tê-lo aqui. Valorizo muito a atitude do Paolo de que ele prefere a família”, completou.

Guerrero foi formado pelo Alianza Lima, mas antes de estrear pelo time profissional foi vendido para o Bayern de Munique e não chegou a estrear no grupo principal. Durante sua carreira o atleta afirmou que no Peru só jogaria no Alianza. Com esta situação, segundo a imprensa peruana, o centroavante cogita se aposentar.

CLIQUE AQUI E RECEBA AS NOTÍCIAS DO INTER NO EM SEU WHATSAPP
O peruano foi contratado pelo Clube do Povo em 2018, mas por conta do imbróglio do doping só pôde atuar em abril de 2019. Ficou no Colorado até outubro de 2021, quando em comum acordo rescindiu o contrato. Depois que deixou o Beira-Rio, além da LDU, jogou ainda no Avaí e Racing.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.588

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!