Fim da lua de mel de Marcos Guilherme e Santos

Atacante emprestado pelo Inter teve início positivo, mas não marca gol há 14 partidas e foi parar no banco de reservas

Acabou a lua de mel entre Marcos Guilherme e Santos. Emprestado pelo Inter, iniciou sua jornada no Peixe com gols, assistência e caiu nas graças da torcida. Porém, o cenário virou, o avante vive jejum e amarga o banco de reservas.

Com a camisa santista, o jogador de 26 anos soma cinco tentos anotados e uma assistência em 25 partidas. Porém, não vai às redes ou tampouco dá passe para gol há 14 jogos. Assim, perdeu a vaga de titular. Administrador do perfil Santos Scouts no Twitter, Gabriel Ferreira explica que mudanças de posicionamento interferiram para o momento negativo do atleta.

“Marcos Guilherme iniciou no Santos assim como Fernando Diniz (que pediu sua contratação) começou, empolgando todo mundo. Gols, assistências, muita velocidade e muito drible, o Relâmpago Marquinhos estava on, assumiu a titularidade após uma lesão do Lucas Braga. Porém, conforme o tempo foi passando e as insistências de Diniz aparecendo, Marcos Guilherme saiu da ponta-esquerda para jogar como falso 9, ponta-direita, e até chegar como segundo volante. Essas mudanças mataram o futebol de Marcos Guilherme, que não joga bem faz tempo, como um jogador de velocidade vai se sobressair no meio?”, questionou.

Marcos Guilherme em ação pelo Inter (Foto: Ricardo Duarte/SCI)

A velocidade citada pelo especialista em Santos também foi comentada pelo próprio jogador em sua apresentação no clube, em maio.

“É uma emoção muito grande e um orgulho enorme, tanto para mim, quanto para a minha família estar no Santos. Quando soubemos da negociação, todos ficaram contentes, pela grandeza do clube, por sua história. O torcedor pode esperar muita vontade, muita garra. Sou um jogador muito intenso, gosto de correr. É uma alegria muito grande vestir essa camisa e vou demonstrar isso em campo.”

Uma das esperanças de que o avante de 1,73m possa voltar ao caminho das redes é a troca no comando técnico. Fábio Carille assumiu o Peixe.

“Marcos Guilherme não faz partidas boas desde o início de julho, e seu rendimento caiu, assim como o aproveitamento de Diniz, que acabou sendo demitido. Agora com Carille, que já deu a Marcos Guilherme oportunidade na Arábia onde foi artilheiro em 2018, pode ser que o jogador volte a fazer boas atuações, porém a grande concorrência nas pontas do Santos pode minar isso dele”, concluiu Gabriel.

Com o Colorado pagando parte do salário, Marcos Guilherme tem contrato de empréstimo na Vila Belmiro até junho de 2022. Além de Inter e Santos, o atacante vestiu as camisas do Al-Wehda, São Paulo, Dinamo Zagreb e Athletico.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 1.172