Jogadores do Cruzeiro batem boca no vestiário e D’Alessandro precisa intervir

Ídolo histórico do Internacional e atualmente coordenador do Cruzeiro, Andrés D’Alessandro enfrentou nesse sábado (11) sua primeira crise em nova função no futebol.

A Raposa perdeu para o América-MG por 2 a 0. Após o fim da partida ouviu-se xingamentos por parte da torcida e houve tumulto entre os jogadores no caminho para o vestiário. Clima tenso que gerou ação de seguranças do clube.

Depois que os ânimos se acalmaram, D’Alessandro interviu e teceu discurso firme com os jogadores do Cruzeiro que discutiram entre si. O ex-meia foi enfático: “Isso não funciona”, disse D’Ale por diversas vezes.

O técnico do clube mineiro, Paulo Pezzolano, minimizou as discussões entre os atletas. “O vestiário, quando acaba o jogo, acontece algumas coisas assim, algumas discussões, algumas broncas. É normal”, disse o treinador.

“Imagina se no vestiário todos estivessem com a boca fechada e felizes, seria um problema. Isso mostra que sabemos que erramos. Assumir responsabilidade é o mais importante. Jogador tem que estar tranquilo, eles, como equipe, vão ser muito fortes. Estamos arrumando isso”, concluiu.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.742