Multa rescisória de Coudet cai drasticamente após virar o ano

Técnico do Inter não garante permanência para 2021

O técnico do Internacional, Eduardo Coudet, é um profissional valorizado no mercado, tanto que jornais espanhóis noticiam uma sondagem de um clube de lá. Caso alguma equipe manifeste interesse, precisa pensar na multa rescisória que muda de 2020 para 2021.

O contrato do Inter com Coudet prevê que caso haja uma quebra em 2020, quem solicitar o fim do vínculo tem de pagar todos os salários do treinador até dezembro de 2021, quando acaba o acordo com o Colorado. Em 2021, a rescisão cai para dois salários.

Foto: Ricardo Duarte /SCI
Caetano conversa com o então vice de Futebol Alessandro Barcellos e o técnico Eduardo Coudet (Foto: Ricardo Duarte /SCI)

O Inter vive período eleitoral com quatro candidatos. Mesmo assim, a continuidade de Chacho no Beira-Rio é uma tendência, uma vez que todos os postulantes à presidência querem a permanência. Coudet, por sua vez, relata incerteza.

“Claro que há a influência política de tudo que vai acontecer no fim do ano no clube. Não sabemos se vamos continuar. Terão novos dirigentes. Eu e o Rodrigo (Caetano, diretor-executivo de futebol) estamos acostumados, pois isso acontece em um clube grande. Estamos acostumados a processos eleitorais. A incerteza minha e do Rodrigo não é o melhor, mas é algo que não podemos nos sobrepor. Sabemos que é assim, pois estamos há muito tempo no futebol”, disse Coudet em coletiva de imprensa antes de complementar.

“No futebol, tudo pode acontecer. Não me parece um drama, seguimos trabalhando no dia a dia, mas nada pode garantir que eu estarei aqui no ano que vem”.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.743