Musto rejeita rescisão com Huesca e vive limbo na Espanha

Volante não entra em campo desde 9 de dezembro de 2020, ainda com a camisa do Inter

O volante Musto vive situação indefinida após deixar o Internacional na virada do ano. O argentino voltou ao Huesca-ESP, dono de seus direitos, mas não irá jogar até terminar seu contrato, em 30 de junho.

Inter fez proposta para Abel Braga, diz jornalista

De acordo com o repórter José Gil, da Rádio Huesca, o clube espanhol fez de tudo para rescindir o contrato, mas o jogador não abriu mão de um euro sequer do que tem para receber até expirar o vínculo.

Os números da proposta do Inter por Carlos Palacios

“Durante o mercado de inverno, o clube fez todos os esforços para rescindir seu contrato. Mas não foi possível porque ele não quis. Musto disse aos dirigentes que só sairia com uma condição: receber os 600 mil euros que lhe restavam do contrato. Em Huesca ele tem uma salário de 1,2 milhão de euros por temporada, então ele exigiu metade do clube”, explica o repórter.

Participação de Musto no Inter (Reprodução/Ogol)




O jornalista comentou sobre a dificuldade de outras equipes para pagar o valor que o jogador de 33 anos recebe no velho continente.

“Aparentemente, as ofertas que recebeu da Argentina não se concretizaram porque ninguém lhe ofereceu tanto dinheiro. Por isso decidiu ficar aqui, embora saiba que não jogará nada com o novo treinador. O clube não o inscreveu na La Liga, então ele não pode jogar nem um minuto”, complementou.

Ranking dos clubes mais devedores à União

Musto foi contratado pelo Inter em 30 de dezembro de 2019, trata-se do primeiro anúncio já sob as ordens do técnico Eduardo Coudet. Com a camisa vermelha foram 34 jogos, um gol marcado, 10 cartões amarelos e dois vermelhos.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.678