O motivo que fez Edenilson ser o capitão no Gre-Nal

Meio-campo teria interesse na proposta dos árabes

O meio-campo do Internacional Edenilson foi capitão do time no clássico Gre-Nal 428, na Arena, no duelo da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. E há quem estranhou a braçadeira com o camisa 8, já que o atleta negocia com os árabes a sua saída. Coudet explicou.

Em entrevista coletiva pós-clássico, Chacho citou que vários jogadores têm condições de ser capitães da equipe, tanto que há um rodízio. Lindoso, Lomba, Cuesta e o próprio Edenilson já vestiram a braçadeira.

Camisa 8 em ação pelo Inter (Foto: Ricardo Duarte/SCI)




A decisão foi criticada por torcedores nas redes sociais, uma vez que Edenilson pediu para ser negociado com o Al-Ittihad. Salário de cerca de R$ 1 milhão mensais seduziram o jogador de 30 anos, mas a proposta financeira ao Inter não teria agradado.

A decisão de pôr Edenilson capitão justamente no Gre-Nal se deu para dar uma força ao atleta, que vivia ou vive imbróglio de vai ou não vai. O Inter quer algo em torno de 5 milhões de dólares pelo negócio.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.655