O que mudou no estádio do Bragantino após fusão com a Red Bull

Colorado encara a equipe paulista pelo Brasileirão

O Internacional vai enfrentar uma equipe com realidade distinta dos clubes do Brasileirão. Após fusão com a principal empresa de bebida energética do mundo em abril de 2019, o Bragantino mudou de nome, subiu de divisão e as melhorias vão além das quatro linhas. E as reformas no estádio Nabi Abi Chedid corroboram com a afirmação.

A casa do Red Bull Bragantino, inaugurada em 1949, passa por reformas e vai mudando a sua comodidade e praticidade. Foi implementado um novo sistema de irrigação, o telão foi trocado para exibir uma imagem com maior definição, além de dos vestiários e a fachada, que foram restaurados. As arquibancadas tiveram reforço estrutural.

O que foi feito após a parceria do Bragantino com a Red Bull:

Troca das traves e do telão;

Reforma de vestiários, banheiros, escritórios e sala do controle de doping;

Troca do sistema de iluminação, com lâmpadas de LED;

Renovação da pintura e reforço estrutural da arquibancada;

Criação da sala para o VAR;

Aplicação de nova drenagem de campo.




Para o próximo ano, a empresa tenciona transformar o palco do Bragantino em uma arena, com capacidade para 20 mil espectadores. Atualmente, o estádio comporta pouco mais de 12 mil pessoas.

O Internacional vai encarar o Red Bull Bragantino às 21h de quinta-feira (8), em São Paulo, no duelo da 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Colorado é o segundo colocado, com 22 pontos. O Braga é o 18º, com 12 pontos. Veja aqui aonde assistir à partida.

Fotos do Nabi Abi Chedid (Divulgação):










WHATSAPP

Mais notícias

1 De 2.306