O relato do presidente do Inter sobre os áudios do VAR na derrota para o Flamengo

Expulsão de Rodinei gerou revolta e protesto por parte de colorados

O presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, não voltou a Porto Alegre após a derrota para o Flamengo no Maracanã. O mandatário colorado ficou no Rio de Janeiro para reunião com a CBF sobre o episódio da partida contra o Vasco e também para ouvir os áudios do VAR no revés para o Fla.

Arbitragens definidas para Inter x Corinthians e São Paulo x Flamengo

O repórter Bruno Flores, da rádio Grenal, publicou no Twitter o relato do presidente do Inter sobre os áudios. De acordo com a publicação, Barcellos diz que o árbitro Raphael Claus viu o lance de Rodinei como acidental. Mesma posição de seu auxiliar, que recomendou o cartão amarelo.

Rodinei em ação pelo Inter (Foto: Ricardo Duarte/SCI)
Rodinei em ação pelo Inter (Foto: Ricardo Duarte/SCI)

Inter negocia para ter destaque do Campeonato Chileno

O árbitro de vídeo, Rodrigo Guarizo, argumentou que a entrada foi violenta, não acidental e conseguiu convencer Claus que a jogada teria sido para cartão vermelho. “Tem razão. Foi violenta”, disse Claus no áudio.




O lance gerou imensa revolta por parte de colorados, que chegaram a usar termos como “vergonha” e que o Inter foi “surrupiado”.

Mala branca ao São Paulo: o que diz o CBJD e o Estatuto do Torcedor

Mesmo com a derrota, o Clube do Povo ainda mantém chances de ser campeão brasileiro. Para isso, precisa vencer o Corinthians e o Flamengo tem que no máximo empatar com o São Paulo.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 604

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!