Presidente da CBF se manifesta sobre paralisação do Brasileirão

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, opinou sobre a paralisação do Campeonato Brasileiro por conta das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul. Ele não se mostra favorável em parar.

“Temos um calendário difícil, e a paralisação pode tornar tudo ainda mais difícil. Primeiro, reitero sempre a nossa solidariedade a todo o povo do Rio Grande do Sul, por tudo o que está passando. Sobre o pedido de paralisação, é interessante que possamos ouvir todos os clubes para definir”, disse.

“Isso envolve calendário, classificação para as competições sul-americanas e até a Intercontinental, caso um clube brasileiro ganhe a Libertadores. Não é tão fácil assim. Mas somos todos democráticos. Depois de colocar todos esses pontos para que eles definam, não tenho como ficar contrário [aos clubes] porque nossa gestão é democrática. Vamos mostrar o contraditório dessa paralisação, mas vamos respeitar a decisão dos clubes”, completou.

 

A tendência é que este discurso democrático do presidente da CBF fique só no mesmo discurso. O jornal carioca O Globo, por exemplo, publica que a competição deve seguir. Outro entendimento é que como não deverá haver unanimidade sobre qualquer decisão, esta situação será usada para definir a continuidade.

CLIQUE AQUI E RECEBA AS NOTÍCIAS DO INTER NO EM SEU WHATSAPP
A CBF convocou uma reunião extraordinária para 27 de maio, em sua sede no Rio de Janeiro, para debater entre outros assuntos se paralisa ou não o Brasileirão.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.588

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!