Quanto o Inter economizaria sem pagar o salário de Guerrero até o fim de 2021

Centroavante se diz insatisfeito no clube por declarações de dirigentes não garantindo a renovação de contrato

O empresário de Paolo Guerrero, Vinicius Prates, agitou o noticiário colorado no último final de semana, quando soltou nota oficial demonstrando a insatisfação do centroavante para com o Internacional e pedindo rescisão de contrato. Caso termine a passagem no Colorado, o Inter deixaria de pagar milhões de reais em salários.

O peruano recebe do Clube do Povo cerca de R$ 800 mil mensais. Até o fim de 2021, quando acaba seu vínculo às margens do Guaíba, o Inter despenderá mais de R$ 7 milhões, já incluídos encargos trabalhistas.

Dados de Guerrero (Reprodução/Transfermarkt)
Dados de Guerrero (Reprodução/Transfermarkt)

Há uma cláusula para ser paga pela parte que deseje romper o contrato. Caso Guerrero queira quebrar o vínculo terá de pagar ao Inter 2,5 milhões de dólares (R$ 14 milhões). Se a multa for paga, o valor somado com a economia dos salários chega a R$ 21 milhões.

O Internacional quer definir a situação no máximo até esta quarta-feira (5). Em reunião com o agente, o clube quer entender onde que faltou com respeito com o jogador, já que tal comportamento foi citado na nota.

VEJA TAMBÉM: Inter rejeitou acordo apresentado por empresário de Guerrero

Outra situação que o Inter quer é que Guerrero se explique publicamente sobre a tal falta de respeito. Paolo faz tratamento no CT Parque Gigante em recuperação de uma tendinite no joelho direito, o mesmo operado em agosto de 2020 por conta de uma ruptura de ligamento.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 764

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!