Reforma de R$ 1,9 bilhão, segundo maior do país e nome de banco. Saiba mais sobre o palco de Nova Iguaçu x Inter

O Internacional encara o Nova Iguaçu às 20h desta quarta-feira, confronto da segunda fase da Copa do Brasil. A equipe carioca vendeu o mando de campo e o duelo acontecerá em Brasília, na Arena BRB.

O estádio foi inaugurado em 1974 e levava o nome de Hélio Prates da Silveira, governador da época. Na década de 1980, quando da morte do ídolo brasileiro Mané Garrincha, o local começou a ser chamado pelo nome do campeão mundial em 1958 e 1962.

Para a Copa do Mundo de 2014 o estádio passou por reformas. De acordo com auditorias do Tribunal de Contas do Distrito Federal, a reforma custou R$ 1,9 bilhão, o mais caro de todas as arenas na ocasião.

Estádio Mané Garrincha em Brasilia (Agencia Brasília / Divulgação)

Em 2020 o governo local, que bancou a reforma, entregou o estádio para a iniciativa privada. Por 35 anos quem irá administrar é a sociedade Arena BSB. Este grupo, em 2021, vendeu os naming rights para o Banco de Brasília, o local então se chama Arena BRB.

Atualmente o estádio suporta 72.500 torcedores, é o segundo maior do Brasil, atrás apenas do Maracanã, que ostenta capacidade de 78.838 espectadores.

CLIQUE AQUI E RECEBA AS NOTÍCIAS DO INTER NO EM SEU WHATSAPP
Dentro de campo, o Internacional precisa vencer a partida para avançar de fase. Em caso de empate nos 90 minutos a vaga será decidida em cobranças de pênaltis.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.580

Ao clicar no botão de inscrição, você nunca mais perderá os novos artigos!