A insatisfação do Inter com a CBF

Por conta das enchentes históricas que assolam o Rio Grande do Sul, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adiou as duas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. Atitude esta que não serviu para diminuir a insatisfação do Internacional com a entidade sobre como tratou o problema dos gaúchos, de acordo com publicação do site Globo Esporte.

“A CBF acabou por paralisar o Brasileirão por duas rodadas. O que foi visto como uma vitória nos bastidores. Ainda assim, o Inter calcula prejuízo de R$ 35 milhões com perdas na estrutura em Porto Alegre e mudança de sede. O clube entende existir uma falta de sensibilidade da entidade em auxiliar, o que traz desconforto no Beira-Rio”, publicou ge.

“Os gaúchos dizem que, até o momento, a entidade não se dignou a realizar um aporte sequer. Tampouco a estudar a situação dos clubes gaúchos. A reclamação leva em conta que a CBF alcançou uma receita bruta de R$ 1,172 bilhão em 2023. O superávit foi de R$ 238 milhões, um aumento de 66% em relação ao ano anterior. A postura da entidade causa incômodo além da questão financeira. Antes mesmo de ceder ao apelo de 15 clubes, a CBF recebeu dois ofícios encaminhados com pedidos da paralisação, mas sem uma resposta”, completou.

 

CLIQUE AQUI E RECEBA AS NOTÍCIAS DO INTER NO EM SEU WHATSAPP
Com os jogos adiados em âmbito nacional, o próximo compromisso do Internacional será em 28 de maio, quando encara o Belgrano pela Copa Sul-Americana. O Colorado é mandante neste jogo.

WHATSAPP

Mais notícias

1 De 3.661